(Re)examinando horizontes nos estudos feministas de tradução: em direção a uma terceira onda?

Translated title of the contribution: (Re)examining horizons in Feminist translation studies: towards a third wave?

Beatriz Regina Guimarães Barboza (Translator), Olga Castro

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract

Os feminismos são uma dessas teorias marco cujas contribuições revelam-se em todos os âmbitos da sociedade, inclusive nos Estudos da Tradução. A materialização mais evidente dessa interação é o surgimento, nos anos 80, de uma corrente de tradução feminista no Canadá, capaz de colocar o gênero como centro do debate sobre tradução. Na atualidade, apesar das críticas e posteriores redefinições do conceito de tradução feminista, a proposta canadense continua sendo vista como paradigma da interação entre feminismos e tradução em geral. Neste artigo, proponho novas abordagens à prática de traduzir e paratraduzir a partir dos feminismos, dentro de uma terceira onda de tradução feminista. Além disso, pretendo abrir o debate (re)examinando áreas de interesse mútuo para os estudos de tradução e os feminismos no plano conceitual, historiográfico e crítico, tendo como propósito o surgimento de novas linhas de pesquisa futuras.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)216-250
Number of pages15
JournalTradTerm
Volume29
Issue numberJulho 2017
DOIs
Publication statusPublished - 25 Jul 2017

Bibliographical note

Direitos autorais 2017 Beatriz Regina Guimarães Barboza, Olga Castro. Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Keywords

  • tradução feminista
  • paratradução feminista
  • ideologia
  • terceira onda feminista
  • gênero e tradução

Cite this

Guimarães Barboza, Beatriz Regina ; Castro, Olga. / (Re)examinando horizontes nos estudos feministas de tradução : em direção a uma terceira onda?. In: TradTerm. 2017 ; Vol. 29, No. Julho 2017. pp. 216-250.
@article{a4ccf2f5addd4cad9f279682a76a5536,
title = "(Re)examinando horizontes nos estudos feministas de tradu{\cc}{\~a}o: em dire{\cc}{\~a}o a uma terceira onda?",
abstract = "Os feminismos s{\~a}o uma dessas teorias marco cujas contribui{\cc}{\~o}es revelam-se em todos os {\^a}mbitos da sociedade, inclusive nos Estudos da Tradu{\cc}{\~a}o. A materializa{\cc}{\~a}o mais evidente dessa intera{\cc}{\~a}o {\'e} o surgimento, nos anos 80, de uma corrente de tradu{\cc}{\~a}o feminista no Canad{\'a}, capaz de colocar o g{\^e}nero como centro do debate sobre tradu{\cc}{\~a}o. Na atualidade, apesar das cr{\'i}ticas e posteriores redefini{\cc}{\~o}es do conceito de tradu{\cc}{\~a}o feminista, a proposta canadense continua sendo vista como paradigma da intera{\cc}{\~a}o entre feminismos e tradu{\cc}{\~a}o em geral. Neste artigo, proponho novas abordagens {\`a} pr{\'a}tica de traduzir e paratraduzir a partir dos feminismos, dentro de uma terceira onda de tradu{\cc}{\~a}o feminista. Al{\'e}m disso, pretendo abrir o debate (re)examinando {\'a}reas de interesse m{\'u}tuo para os estudos de tradu{\cc}{\~a}o e os feminismos no plano conceitual, historiogr{\'a}fico e cr{\'i}tico, tendo como prop{\'o}sito o surgimento de novas linhas de pesquisa futuras.",
keywords = "tradu{\cc}{\~a}o feminista, paratradu{\cc}{\~a}o feminista, ideologia, terceira onda feminista, g{\^e}nero e tradu{\cc}{\~a}o",
author = "{Guimar{\~a}es Barboza}, {Beatriz Regina} and Olga Castro",
note = "Direitos autorais 2017 Beatriz Regina Guimar{\~a}es Barboza, Olga Castro. Este obra est{\'a} licenciado com uma Licen{\cc}a Creative Commons Atribui{\cc}{\~a}o-N{\~a}oComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.",
year = "2017",
month = "7",
day = "25",
doi = "10.11606/issn.2317-9511.v29i0p216-250",
language = "Portuguese",
volume = "29",
pages = "216--250",
number = "Julho 2017",

}

(Re)examinando horizontes nos estudos feministas de tradução : em direção a uma terceira onda? / Guimarães Barboza, Beatriz Regina (Translator); Castro, Olga.

In: TradTerm, Vol. 29, No. Julho 2017, 25.07.2017, p. 216-250.

Research output: Contribution to journalArticle

TY - JOUR

T1 - (Re)examinando horizontes nos estudos feministas de tradução

T2 - em direção a uma terceira onda?

AU - Castro, Olga

A2 - Guimarães Barboza, Beatriz Regina

N1 - Direitos autorais 2017 Beatriz Regina Guimarães Barboza, Olga Castro. Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

PY - 2017/7/25

Y1 - 2017/7/25

N2 - Os feminismos são uma dessas teorias marco cujas contribuições revelam-se em todos os âmbitos da sociedade, inclusive nos Estudos da Tradução. A materialização mais evidente dessa interação é o surgimento, nos anos 80, de uma corrente de tradução feminista no Canadá, capaz de colocar o gênero como centro do debate sobre tradução. Na atualidade, apesar das críticas e posteriores redefinições do conceito de tradução feminista, a proposta canadense continua sendo vista como paradigma da interação entre feminismos e tradução em geral. Neste artigo, proponho novas abordagens à prática de traduzir e paratraduzir a partir dos feminismos, dentro de uma terceira onda de tradução feminista. Além disso, pretendo abrir o debate (re)examinando áreas de interesse mútuo para os estudos de tradução e os feminismos no plano conceitual, historiográfico e crítico, tendo como propósito o surgimento de novas linhas de pesquisa futuras.

AB - Os feminismos são uma dessas teorias marco cujas contribuições revelam-se em todos os âmbitos da sociedade, inclusive nos Estudos da Tradução. A materialização mais evidente dessa interação é o surgimento, nos anos 80, de uma corrente de tradução feminista no Canadá, capaz de colocar o gênero como centro do debate sobre tradução. Na atualidade, apesar das críticas e posteriores redefinições do conceito de tradução feminista, a proposta canadense continua sendo vista como paradigma da interação entre feminismos e tradução em geral. Neste artigo, proponho novas abordagens à prática de traduzir e paratraduzir a partir dos feminismos, dentro de uma terceira onda de tradução feminista. Além disso, pretendo abrir o debate (re)examinando áreas de interesse mútuo para os estudos de tradução e os feminismos no plano conceitual, historiográfico e crítico, tendo como propósito o surgimento de novas linhas de pesquisa futuras.

KW - tradução feminista

KW - paratradução feminista

KW - ideologia

KW - terceira onda feminista

KW - gênero e tradução

UR - https://www.revistas.usp.br/tradterm/article/view/134563

U2 - 10.11606/issn.2317-9511.v29i0p216-250

DO - 10.11606/issn.2317-9511.v29i0p216-250

M3 - Article

VL - 29

SP - 216

EP - 250

IS - Julho 2017

ER -